Como saber se o WhatsApp foi clonado [Atualizado 2022]

Alguma vez já se perguntou em como saber se o WhatsApp foi clonado? Com o avanço da tecnologia ficou muito mais fácil clonar o WhatsApp e outras redes sociais, além de dados pessoais. E isso desperta a curiosidade das pessoas e as colocam em estado de alerta.

A notícia boa é de que a clonagem do WhatsApp não pode ser efetuada de forma útil sem que o usuário perceba a movimentação. Muitas pessoas podem se tornar suspeitas. Até mesmo pessoas do próprio círculo de convívio.

Como ver mensagens apagadas do WhatsApp [RESOLVIDO]

Como recuperar áudio apagado do whatsapp

Como saber se o WhatsApp foi clonado?

Tomar alguns cuidados é importante para que isso não ocorra. Veja algumas dicas valiosas para avaliar se o app foi clonado ou não.

  • Surgimento de mensagens suspeitas: É possível o uso do aplicativo WhatsApp em dois dispositivos ao mesmo tempo desde que seja disponibilizado um código. Cuidado com o código e fique atento a todas as mensagens enviadas em uma conversa, assim como o “visualizado”.
  • WhatsApp Web: Se tornou a forma mais fácil de ter acesso ao aplicativo. Através de um QR code o WhatsApp já se conecta automaticamente ao computador, em qualquer lugar. No entanto, quando abrimos o WhatsApp no computador há a possibilidade de ver quem está conectado.

Então, atenção quando perceber que há mais de um dispositivo conectado. Pode ser uma tentativa de fraude.

  • Aplicativos suspeitos: O phishing é uma das técnicas mais utilizadas hoje em dia para que um usuário consiga ter acesso a dados pessoais de outra pessoa. E isso é feito através de aplicativos suspeitos. Portanto, tenha sempre atenção redobrada quando usar um app diferente.

O que acontece quando whatsapp é clonado?

Agora, se infelizmente o WhatsApp foi clonado, o que pode acontecer com a conta do usuário pode ser muito sério, desde o envio de inúmeras mensagens pedindo dinheiro e enganando pessoas até grandes fraudes.

Como saber se o whatsapp foi clonado

Os hackers podem utilizar de diferentes abordagens se passando por diferentes pessoas e até empresas.  E a pergunta mais comum continua sendo: como saber se o WhatsApp foi clonado apenas olhando as configurações do WhatsApp?

A fim de verificar se realmente houve clonagem e ver qual dispositivo está conectado na mesma conta do WhatsApp é só seguir os seguintes passos para Android:

  • Abrir o WhatsApp e clicar nos três pontos superiores da tela;
  •  Selecionar a opção WhatsApp Web e ver os aparelhos conectados. Caso não reconheça algum deles, desconecte. É rápido e fácil.

Já para iOS o acesso se dá da seguinte forma:

  • Clicar em configurações na sua conta do WhatsApp
  •  Ir diretamente para o item que mostra os aparelhos conectados e, da mesma forma, caso não identifique nenhum, é só desconectar.

Meu whatsapp foi clonado: o que fazer?

Para evitar maiores transtornos depois de descobrir que o WhatsApp foi clonado, recupere a conta. Como? É só entrar no WhatsApp com o número de telefone e confirmar o código que chegará através de um SMS. Dessa forma, o hacker terá a conta desconectada.

O segundo passo é avisar os familiares, amigos e pessoas próximas o que houve, para que assim não haja golpes efetivos e nenhuma comunicação entre o golpista e essas pessoas.

Apesar do WhatsApp ter sido clonado, o hacker não vai poder ler mensagens antigas porque o aplicativo é protegido com criptografia de ponta a ponta e as mensagens são armazenadas no dispositivo.

A criptografia garante a confidencialidade, de forma que só o próprio usuário e a outra pessoa da conversa consiga ler. Se ele for conectado em outro dispositivo, as mensagens não serão carregadas.

Mas, atenção de novo. Agora em 2022, com a nova atualização, o WhatsApp Web consegue ter acesso ao backup do celular. Desse jeito, todas as informações ficam salvas mesmo que o celular não tenha conexão à internet.

Como evitar que o whatsapp seja clonado?

Para evitar que o WhatsApp seja clonado existem alguns cuidados a serem tomados como:

  • Nunca compartilhar o código do app que é enviado através de um SMS para o celular; Ter um antivírus e mantê-lo atualizado para detectar ameaças no seu dispositivos; Utilizar sempre o WhatsApp oficial que é encontrado na loja de aplicativos do celular.
  •  Sempre alterar as configurações de privacidade e ativar a entrada em duas etapas para reforçar a segurança. Além disso, sempre manter contato com os familiares se algum pedido estranho for feito em nome do usuário. Se houver a opção de usar biometria, opte por ela.

Agora que você já sabe como saber se o WhatsApp foi clonado, o que fazer depois da clonagem e os possíveis acontecimentos após ela, não dê bobeira. Reforce a segurança da sua conta do WhatsApp e do seu dispositivo.

A atenção redobrada é necessária para que golpes não ocorra. No Brasil, em 2020, foram registradas mais de 5 milhões de contas do WhatsApp clonadas. O que representa a facilidade que os golpistas têm de acessar as contas de pessoas que não se preocupam com a segurança.

Deixe um comentário